Site da rede
Artistasgauchos.com.br
artistasgauchos.com.br

Críticas

Algumas Críticas e Comentários sobre Deborah Finocchiaro

“Começo pelo óbvio ululante: és uma atriz natural, de estonteante versatilidade!  Sabes ser natural sem apelar para momices e trejeitos, que debilitariam tuas performances. Sabes ser natural porque faz parte de tua "natureza" seres o que és: uma  esplêndida e deliciosa bufa - no mais alto sentido da expressão, e uma atriz dramática, quando o texto te impõe a reflexão, e a emoção do texto te sugere uma adequação controlada pelas nuanças da emotividade...  Adorei teu critério na escolha dos poemas de Quintana. Optaste - e pela tua seleção te felicito com veemência -  por um viés inédito: - o do lirismo agudo, por vezes, metafísico, cá é lá surrealista, porém sempre comunicativo do Grande Poeta, por sua denúncia do burguesismo da sociedade, por seu nonsense impregnado de verdadeiro Humanismo. Esse nonsense acaba varrendo do palco - e da memória e imaginação dos que assistem  aos shows, a hipocrisia, as falsas pompas do status, a onipotência do dinheiro... Fazes rir os espectadores por fora, e os fazes chorar por dentro, uma vez que as lágrimas que Quintana provoca nunca são lágrimas de umedecimento de pupilas: são lágrimas de coração que não se rende à mediocridade da vida cotidiana... ... Parabéns, parabéns , querida Deborah! Que Deus te ajude a divertir e a conscientizar o público, a semear-lhe, como quem está brincando com o fogo, nas mentes e corações, o que de melhor existe na nossa condição humana: a solidariedade, e o amor ao próximo. A Arte não é moralista, nem precisa disso. A Arte é uma ética, e nos seus mais puros momentos nos sugere que Deus existe...”
Armindo Trevisan,  poeta, crítico de arte e ensaísta  - 15/01/14 - Porto Alegre/RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... Com um vasto, rico e consagrado material literário em mãos, a criadora entende a poesia como uma possibilidade de vida, renegando a declamação e fugindo das esperadas impostações e cadências regulares a iniciativas pares... aqui, Finocchiaro é anárquica em seu entendimento: desobedece, desordena e usa a poesia moldando-a em si, tomando-a, vestindo-a, deglutindo suas palavras em diferentes interpretações, de forma muito livre e pessoal no que de mais potente tem enquanto acontecimento... Aqui, Finocchiaro tem a oportunidade de exibir um trabalho virtuosista ao compor inúmeras personalidades do humor à melancolia e utilizar elementos musicais como na prosódia vocal ou na percussão das teclas de uma máquina de escrever... Destaca-se a interação com a projeção que deixa de ser mero pano de fundo - paisagem -, para se tornar um outro elemento de expressividade - tal qual corpo e voz - utilizada pela intérprete para desenhar suas situações. As imagens da artística plástica Zoravia Bettiol possuem traços naïf, materializando elementos sem impor uma imagem como ilustração meramente realista, mas sim exercício de imaginação lúdica de uma realidade, tal qual é o filtro da poesia... ...Igualmente servindo a cena está a iluminação de Fabrício Simões e do codiretor Oliveira que... A música de Chico Ferretti consegue equilibrar a sensação agradável etérea até momentos mais intensos de rock, inflamando assim o que é dito... Autoral sem ser personalista, Deborah Finocchiaro demonstra que o criador tange as várias funções dentro do fazer, nesse delicado e belo pedaço de poesia e vida que é “Sobre Anjos & Grilos – O Universo de Mario Quintana” assinado por sua Cia. de Solos & Bem Acompanhados.”
Lucianno Maza, dramaturgo, diretor e crítico de teatro - Blog Zine Cultural, 03/09/2013 - Juiz de Fora/MG
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

... O jogo de construção é dos mais inteligentes para driblar o risco permanente de virar um recital... Há uma sábia utilização de uma aparentemente simples – como é aparentemente simples a poesia do próprio Quintana - conjugação de elementos sonoros, visuais, gestuais, cenográficos. Conjugação de talentos, fruto, mais uma vez, de uma sábia escolha.  Mas o encantamento da cena se faz no uso destes elementos e como se combinam com o corpo/ voz/ gestos da atriz; como as imagens que se projetam sobre este figurino, dando ao poema outra dimensão, abrindo, ampliando o seu dizer... Este Quintana em Deborah de todo modo é um encontro de sabedorias: da atriz, que através dos versos do poeta gaúcho nos fala do mundo, dos seus problemas e de sua magia. Do grande mundo, de infinita beleza, que há nas pequenas coisas. Da beleza que existe no mistério da vida, do simples ato de viver...  Deborah é atriz inteira em cena, pulsando com as palavras... A interpretação diz mais do que o poema, diz o mesmo, diz outra coisa?  No caso de Deborah esta outra coisa jamais nega o poema, abre-o... E assim como se apropria dos poemas, a atriz apropria-se também das imagens, compõe com elas, brinca com elas, num jogo de rara interação entre projeções, luzes e atriz, onde nada é simplesmente cenário ou iluminação, mas tudo é dramaturgia, interpretação, leituras, dizeres. ...Saímos do espetáculo abençoados, protegidos pelas asas benfazejas de Deborah-Quintana, e tomados pela imensa alegria de viver que sua cena transpira.”
Eliane Lisboa, Professora de teatro no curso de Arte e Mídia da Universidade Federal de Campina Grande/PB, diretora teatral, dramaturga, dramaturgista e tradutora - Blog do Zine Cultural, 03/09/2013 - Juiz de Fora/MG
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... bela homenagem! ...um trabalho criativo e interessante, na medida em que foge da interpretação canônica do autor, de certo modo renovando-o em sua leitura. ... Deborah Finocchiaro, sempre exuberante, visceral e profundamente emotiva e emocionante. A seu lado, estão Denise Fontoura e Elaine Regina, Leandro Roos Pires e Marcelo Adams, este em uma série de corporificações verdadeiramente tocantes. Denise Fontoura, com Deborah Finocchiaro, ainda se ocupa das interpretações vocais, alternando-se todos em diferentes instrumentos musicais, o que empresta ao trabalho uma variedade e uma atenção constante do espectador...o motivo pelo qual os artistas escolheram Erico para este trabalho: sua singular militância, não político-partidária, mas essencialmente humanística, que reconhece e assume a importância e o papel social do escritor, sobretudo em sociedades com grandes diferenças sociais... O cenário de Vicente Saldanha e da Companhia é inspirado e cria um belo clima logo na abertura da cena, enquanto os figurinos e adereços, pesquisados pelo grupo, atendem às necessidades da linha de encenação. ... o reconhecimento da importância de Erico e a qualidade do espetáculo. Junto as duas: é importante que Erico não seja esquecido. É fundamental que as novas gerações descubram e releiam Erico, sempre. Isso fará bem para todos nós...”
Antônio Hohlfeldt, Jornal do Comércio - Porto Alegre/RS - 25/01/2013
Sobre UM CERTO CAPITÃO VERISSIMO

“... neste 40º Fenata a atriz, diretora e produtora gaúcha Deborah Finocchiaro veio, viu, foi vista e iluminou. E apontou caminhos. E ensinou. E mostrou de forma absolutamente competente como é o ofício de atriz/ator. E demonstrou, com uma humildade que só poderia vir de alguém que ama o teatro e a vida como a si mesma, que a generosidade é o melhor caminho neste mundo complexo, perigoso, arisco e salpicado de mentes politicamente corretas...
... a plateia demora um pouco para perceber que, na verdade, está rindo – e às vezes gargalhando – de algo trágico. E, quando se dá conta, já é tarde, e o riso frouxo se torna algo asfixiante. O engasgo e o engolir seco não demoram a chegar, e público começa a rir, então, da miséria humana; da sua própria miséria. A montagem causa um conjunto tão grande de sensações que é de perder o fôlego... Como é bom ver Deborah em cena. Como é bom ver uma atriz na sua plenitude, com um trabalho em tudo diferente daquele poético “Sobre anjos & grilos - o universo de Mário Quintana”, apresentado em 2007, durante o 35º Fenata. E exatamente em tudo competente, na mesma toada.
Deborah está soberba em cena, dona absoluta do tempo e do espaço do espetáculo. Vai do gesto mais ínfimo da pontinha do dedo mindinho aos movimentos mais amplos de quando encena, por exemplo, a hilária ‘comparação’ do orgasmo feminino. Se alguém tinha alguma dúvida de que também se aprende em festivais, isso acabou na noite de segunda.
Pois é, Deborah. Decididamente, você deu uma aula de teatro e de vida. Obrigado pela sua generosidade.”
Helcio Kovaleski, Diário dos Campos, 14/11/2012 - Ponta Grossa/PR
Sobre POIS É, VIZINHA...

“O Rio Grande do Sul está bem representado pela Companhia de Solos & Bem Acompanhados, com a peça “Pois é, Vizinha...”.
... Este é um papel para uma grande atriz. Já tinha visto este texto montado em São Paulo, com duas grandes atrizes: Denise Stoklos e Marília Pêra. Deborah Finocchiaro não fica devendo nada a nenhuma delas. Esta atriz superlativa, carismática, em sua plenitude artística, incorporou essa personagem, fazendo-a com irreverência, ousadia, despudor, originalidade e... muito fôlego! Afinal, não é fácil manter sozinha a plateia lotada e ligada, gargalhando o tempo todo.
Na equipe técnica, Deborah cercou-se de gente competente, o que também contribuiu para o acerto da montagem. A peça, apesar de estar há 19 anos “na estrada”, continua atual...”
Vinício Angelici, crítico contratado do 40º FENATA - http://portal.uepg.br/noticias.php?id=3547- 14/11/2012 - São Paulo/SP
Sobre POIS É, VIZINHA...

“... Quem dedicou a noite de segunda-feira à participação do sétimo dia do 40º a FENATA (em 12/11) conferiu de perto a irreverência e a ousadia de Deborah Finocchiaro... o público distribuiu gargalhadas durante os 70 minutos de espetáculo. A simplicidade do cenário colorido e a delicada iluminação permitiram que as atenções se voltassem para a atriz que já foi premiada em edições anteriores do FENATA. A resposta do público foi aplaudir em pé por mais de três minutos...”
Daian Lana, aluna da disciplina crítica de mídia da UEPG, 13/11/2012 -http://criticadeponta.wordpress.com/category/especial-fenata/page/2/ - Ponta Grossa/PR
Sobre POIS É, VIZINHA...

 “... O público não arredou um instante do denso e divertido enredo... Deborah Finocchiaro não só demonstra ser uma excelente atriz, como também despende pique para não deixar dúvida de que reconhece a terra em que está pisando... Nessa divertida comédia para fundo crítico exasperada, ela consegue metralhar informações com uma dinâmica concentrada em que não se perde qualquer fio da informação. Direta, humorada, sinuosa quando necessário, lacônica por exigência da dramaturgia, a personagem encontra na atriz, e vice versa, uma afinidade teatral muito precisa... “Pois é, vizinha...” atrai a atenção, mesmo que pelo riso, a uma discussão sobre violência contra a mulher. A atriz se despoja a trazer essa chaga social de forma empertigada e crítica em filtro tragicômico. Seu recado fixa ao riso e à reflexão. O ator convidado, Tito Grando, está muito à vontade e declina sua atuação sem que se confunda as personagens da sua pauta de contracena... Deborah e sua personagem encantam, chocam, comovem e deixam um exemplo de teatro para rir e pensar...  A Cia. de Solos & Bem Acompanhados cumpre seu papel no roteiro e pauta do teatro brasileiro. Sabe das coisas de Baco e Téspis.”
Maneco Nascimento, ator, radialista e jornalista  - Blog do Maneco - www.vooz.com.br / manekonascimento.blogspot.com - 11/08/2012 - Teresina/PI
Sobre POIS É, VIZINHA...

“ Um raio fulminante de luzes e dramaturgia varreu o solo do palco... esteve cheia de graça, alegria e virtuose mimetizada entre obra e artista quintaniano, a atriz Deborah Finocchiaro que não deixou sobra de não entendimento, nem sombra de falha de compreensão das falas de Mario... A iluminação grave para feitos e efeitos de técnica invejável... Sons, luzes, imagens animadas, signos e siglas poéticos, emblemas e ilustrações de natureza criativa em mímesis da humanidade experimentada, um luxo de concentrado ato dramático eficaz... Definem para acertos de contas, a performance inteira de Deborah, em poeta feito forma vívida, e a equipe fechada que assina como Companhia de Solos & Bem Acompanhados...”
Maneco Nascimento, ator, radialista e jornalista  - Blog do Maneco - www.vooz.com.br / manekonascimento.blogspot.com , 08/08/2012 - Teresina/PI
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“A beleza esteve em Teresina! Faço referência ao espetáculo “Sobre Anjos & Grilos”, ancorado na poética de Mario Quintana e com a vibrante performance de Deborah Finocchiaro. Delicadeza e profundidade pisaram no palco. O poeta ganhou uma representação cênica afinada com o encanto da sua poesia. O solo de uma atriz bem acompanhado dos poemas e textos de um poeta subvertedor e transcendente... O teatro está vivo!”
Francisco Junior, Dr. em Sociologia e Professor da UFPI - 08/08/2012 - Teresina/PI
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... Presença marcante a da atriz que promove constantemente parcerias: com o seu público, com o seu poeta, quer dizer, nosso poeta. Por vezes, abandona o palco e invade a plateia, conversando, brincando com os espectadores. Outras vezes, convida-os para o jogo... cumplicidade talvez seja a palavra mais adequada para se referir a este espetáculo... Mas seu protagonista não é nem o poeta, nem a atriz: é a própria poesia. Dela fala-se todo o tempo. E é através dela que se deve pensar e fruir Sobre Anjos & Grilos. Em outras palavras: ler/ver/ouvir/sentir o espetáculo como um poema.”
Igor de Almeida, crítico do XVIII FENTEPP - www.fentepp.com.br/noticias, 31/08/2011 - Presidente Prudente/SP
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Atriz Deborah Finocchiaro é ovacionada em tragicomédia sobre condição feminina
Ver o público gargalhando, alguns espectadores chorando de tanto rir, e contando as cinco vezes em que a atriz Deborah Finocchiaro foi aplaudida em cena aberta, é, no mínimo, um grande prazer. Esta foi a terceira vez que pude conferir a performance desta gaúcha que há 18 anos circula pelo Brasil com a montagem, já vista em Garanhuns, no ano 2000, pelo Projeto Palco Giratório do SESC. Mesmo para quem reviu o espetáculo, os efeitos tragicômicos, pautados na obra “Una Donna Sola”, de Dario Fo e Franca Rame são certeiros. ...Com extremo fôlego, a atriz nos rende ótimos momentos que vão da malícia a mais pura ingenuidade... Em meio a tantas risadas, a peça faz um alerta importante sobre a condição da mulher diante do machismo e na necessidade de realizarmos nossos sonhos, especialmente quando temos cúmplices verdadeiros para tal. ...Os aplausos demorados ao final atestaram o sucesso absoluto desta escolha teatral como penúltima atração do Festival de Inverno de Garanhuns 2011.”
Leidson Ferraz - www.fundarpe.pe.gov.br - 23/07/11 - Garanhuns/PE
Sobre POIS É, VIZINHA...

“... com sua força divina de atriz... naquela noite que celebrou o caminho da construção entre o texto falado e o gesto escrito, reescreveu o que por ali já havia sido escrito pelo Mario cantando seus Quintanares...  O Poeta! Com todas as vozes de Deborah... Dançando, pulando, balançando sonhos como criança montada sobre um "cavalo de fogo" emprestado pelo poeta como sonho dentro do sono...”
Zé Augustho Marques, Poeta e editor de artes da Revista e Jornal Fala Brasil - www.zepoesia.blogspot.com - maio 2011 / Jornal Fala Brasil - Julho 2011 - Porto Alegre/RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... Deborah Finocchiaro, a atriz mais Mario Quintana do Rio Grande do Sul. ... traduz para fora das páginas a essência poética deste que é considerado o maior poeta sul-riograndense. E o faz com desobediente fidelidade e parcimoniosa grandeza. A nudez despojada e ultrajante do palco dá espaço à cuidadosa e exata iluminação que compõe o ritmo e o tom da peça, aliada às gravuras de Zoravia Bettiol, estas alinhadas ao tom de singela loucura que caracteriza o poeta-tema do espetáculo... Ambos, Deborah e Mario, ficaram. Fundiram-se à paisagem e ao cotidiano desta distante Porto Alegre ao ponto de muitas vezes não sabermos distinguir o que estes artistas revelam da cidade e o que através dela dizem de si próprios. E deste microcosmo às vezes tão pequeno, às vezes tão provinciano, às vezes tão mesmo, leram e cantaram o intangível universal...”
Wagner Machado - portadordeausencias.blogspot.com - 06/06/11 - Porto Alegre/RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Sou fã da atriz porto alegrense Deborah Finocchiaro. Já saí de Joinville com destino a POA só para vê-la atuar... Da primeira vez que assisti Finocchiaro com o "Pois é, Vizinha" há dez anos, mudou meu olhar como platéia... Que leveza! Ela não atua. Se diverte e nos encanta... A mistura do teatro com as projeções de vídeo e os efeitos visuais produzidos na peça são encantadores... Casa lotada, plateia participativa e o seu monólogo interage com os presentes... Ótimo!...”
Altamir Andrade, jornalista -  www.jornalistaandrade.blogspot.com - 31/05/11 Joinville/SC
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Veio lá de Porto Alegre, o espetáculo da Companhia de Solos & Bem Acompanhados, com a talentosíssima Deborah Finocchiaro... Num espetáculo que utiliza com delicadeza a tecnologia, os poemas e textos de Quintana fluem pelo palco, através do corpo e da voz da intérprete... Tecnicamente impecável, tudo conflui para o êxito da tarefa. O palco se torna um altar para as palavras do poeta...”
Celso Jr., ator, diretor e professor de Teatro da Universidade Federal de Sergipe –
Blog Cadernos Grampeados - 22/03/11 - Aracaju/SE
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... uma das atrizes mais corajosas que eu tive a honra de assistir e conhecer... assim montando essa lufada de esperança na vida que é Sobre Anjos e Grilos.... As gravuras inspiradas no universo do poeta são impecavelmente projetadas, explosões de cores dando forma aos poemas... Deborah fala, pula, canta, chuta e berra como uma legítima criança revelando os mistérios da vida... expressando-se com cada partezinha do corpo, cada músculo, cada articulação...   Sentado no teatro, pensei: “E essa mesma mulher fez uma puta extraordinária na outra peça, Vozes Urbanas! ... A sensação é de que a atriz vai ser abraçada pela plateia a qualquer momento... A peça leva a plateia à loucura, arrancando muitas gargalhadas... Sobre Anjos e Grilos foi o espetáculo que batizou a Companhia de Solos & Bem Acompanhados. O nome é maravilhoso, porque tanto nesta peça quanto na excelente Pois é, Vizinha..., a protagonista está e não está sozinha, já que invoca a companhia da poesia...”
Guilherme Nervo - percebeoteatro.blogspot.com - 28/01/10 - Porto Alegre / RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... Foram raríssimas as vezes que desviei o olhar daquela mulher engraçadíssima, pueril e, sobretudo, bem-humorada! ...Considerada uma das melhores atrizes gaúchas, Deborah tem consciência de cada objeto que põe em cena, espremendo suas utilidades na narrativa de forma original e ousada. Torce e retorce a máscara sem medo de ser caricata, usa-se de pantomimas a todo o momento. Corre, pula, berra e suspira sem que o ritmo seja perdido.... Benditas foram as gargalhadas nessa montagem verossímil e potente.”
Guilherme Nervo - percebeoteatro.blogspot.com - 16/01/10 - Porto Alegre / RS
Sobre POIS É, VIZINHA...

”... Maria serve-se da agilidade de Finocchiaro, de sua disponibilidade vocal, de seu corpo criativo e, principalmente, de seu carisma...  Junte-se isso, o colorido do cenário e dos objetos cênicos que rodeiam a produção e avançam sobre a interpretação tão rica em figuras marcantes... Maria sobre Finocchiaro nos faz rir e nos faz pensar sobre a crueldade que nos motiva a rir... Cara Maria, aqui vai minha contribuição. I Love You.”
Rodrigo Monteiro - teatropoa.blogspot.com - 15/01/10 - Porto Alegre / RS
Sobre POIS É, VIZINHA...

“As Histórias de um Canto do Mundo que a grande artista Deborah Finocchiaro nos apresenta... nos remetem a mundos vertiginosos, revelados com um dialogismo cênico musical maravilhoso... transformam-se em rachaduras singulares e inimitáveis na voz palavreada de Deborah, uma infante Finocchiaro da tropa dos sonhos... Como é bom ouvir poemas que herdamos dos Guaranis cevando a partilha caprichosa de um chimarrão!... “Hinos de homens invisiveis” estão celebrados neste trabalho feito ao nível do céu, com ressonâncias de interlocução eruditas, revisitadas até ao Hip Hop Town...”
Zé Augustho Marques - Jornal Fala Brasil, Julho/Agosto de 2009 – Porto Alegre / RS
Sobre o CD HISTÓRIAS DE UM CANTO DO MUNDO - MEMÓRIAS DE PORTO ALEGRE E DO RIO GRANDE DO SUL

“Deborah acertou em cheio quando criou a figura do cartão postal ao vivo para definir “Histórias de um Canto do Mundo”. O espetáculo é um cartão endereçado de longe, das memórias que não vivemos, direto aos nossos corações e mentes, que recebemos com muita emoção. É didático, é lúdico, é ávido, é moderno... Deborah me emociona com sua sensibilidade, seu bom gosto estético e com as suas idéias de perpetuar ainda mais os textos como os de Mario Quintana, de Dario Fo e Franca Rame e agora de preservar e resgatar a nossa HISTÓRIA”.
Luiz Gonzaga Lopes, Jornalista - fevereiro de 2009 - Porto Alegre / RS
Sobre o espetáculo HISTÓRIAS DE UM CANTO DO MUNDO - MEMÓRIAS DE PORTO ALEGRE E DO RIO GRANDE DO SUL

“... En un despliegue corporal, gestual y vocal notable, la actriz compone un rico mosaico de la vida y los escritos del poeta Mário Quintana... el montaje consigue una fluida fusión de narración, canción e imágenes, en una rica interacción con una creación videográfica de pintura en animación de Zoravia Bettiol, que crean un mundo fantástico y risueño, entre expresionista y “naif”...”
José Henríquez - Revista Primer Acto - cuadernos de investigación teatral, dezembro de 2008 -  Madrid / Espanha
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... la magnífica actriz y directora Deborah Finocchiaro se acerca al mundo poético de Mario Quintana para ofrecer en Sobre Anjos & Grilos o Universo de Mario Quintana un espléndido trabajo unipersonal en donde la calidad interpretativa, la potencia poética de las palabras de Quintana y un bello trabajo audiovisual ilustrativo van creando un campo artístico realmente cálido, cercano, que te interpela, te hace participar.”
Carlos Gil Zamora - Revista Artez, setembro de 2008 -  Bilbao / Espanha
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“...el refinado y elocuente arte de performer de Finocchiaro, que llena el escenario con su múltiple presencia y algunos aderezos de vestuario y escenografía que extrae de un baúl mientras habla y canta. De los espectáculos locales, "Historia de um canto do mundo" es de los mejores.”
Jorge Arias – Jornal La Republica, 12/09/2008 – Montevidéu / Uruguai
Sobre o espetáculo HISTÓRIAS DE UM CANTO DO MUNDO - MEMÓRIAS DE PORTO ALEGRE E DO RIO GRANDE DO SUL

"...a peça encanta não só pelo texto primoroso do poeta gaúcho, mas pela interpretação impecável e a cenografia caprichada. O público sai do teatro entusiasmado...”
Aline Adolphs - Site Espaço Brasil Telecom, 10/09/08, Brasília / DF
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... a competência de Deborah pode ser levada para casa: Histórias de um Canto do Mundo é também um CD e livro (80 páginas recheadas de fotos)... Deborah assume os textos como se estivesse observando as cenas, suas clareza vocal e maleabilidade dramática são notáveis...”
Juarez Fonseca - Revista Aplauso,  Setembro de 2008 - Porto Alegre / RS
Sobre o CD HISTÓRIAS DE UM CANTO DO MUNDO - MEMÓRIAS DE PORTO ALEGRE E DO RIO GRANDE DO SUL

“Um grande e  belíssimo espetáculo protagonizado por Deborah Finocchiaro...
...Deborah , contando e cantando histórias e canções  vai interagindo com o público numa intensa cumplicidade... numa performance surpreendente, transita com leveza e agudez pelas infinitas possibilidades cênicas e dramaturgicas, que são por ela colocadas em cena de forma brilhante...belo, inédito e intenso espetáculo, que fascinou alunos e professores que lotaram o teatro durante toda a programação especialmente planejada para as escolas municipais de Porto Alegre, nos meses de maio e junho de 2008.
...Assim, podemos afirmar que a riqueza das experiências oportunizadas (antes, durante e depois das apresentações de “Histórias de um Canto do Mundo”) potencializaram de forma muito significativa as aprendizagens e as formas de vida desta população tantas vezes excluída e isolada das produções culturais e artísticas de nossa cidade. Obrigado Deborah e equipe por mais essa grande e generosa contribuição!
Paulo Mauro da Silva, diretor teatral e coordenador adjunto da EJA/SMED/POA, junho de 2008
Sobre o espetáculo HISTÓRIAS DE UM CANTO DO MUNDO - MEMÓRIAS DE PORTO ALEGRE E DO RIO GRANDE DO SUL
 
...dois espetáculos de Deborah Finocchiaro ganharam o palco mais importante de Recife. Quero, testemunhar o sucesso maravilhoso de nossa atriz em sua passagem por um Estado tão distante do nosso... Deborah é, sem favor algum, uma das melhores atrizes gaúchas, preparada, articulada, inteligente. Versátil, divertida, curiosa, é uma alegria permanente aonde quer que se encontre... Ela encenou, em dias diferentes, “Sobre Anjos e Grilos” e “Pois é, Vizinha”... Foram duas apresentações inesquecíveis, tão diferentes entre si, e que causaram uma impressionante ovação da platéia... Deborah estava iluminada, esplendorosa, no auge de sua maturidade. Seja dando vida ao universo de Mario Quintana ou encarnando uma mulher ao mesmo tempo atormentada e engraçadíssima no texto de Dario Fo, me encheu de orgulho e admiração...  Deborah protagonizou um verdadeiro triunfo do teatro gaúcho e, através do seu trabalho, diminuiu a distância entre capitais tão distanciadas... “
Luciano Alabarse - Jornal Usina do Porto, março de 2008 - Porto Alegre / RS
Sobre POIS É, VIZINHA... e SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Sensível!  Monólogo sobre o poeta Mario Quintana causou emoção... Durante cerca de uma hora, ela fez o público se emocionar com as palavras do poeta, que ganharam vida numa interpretação efusiva, bem além do que  entendemos por um simples recital de versos. Até quem não gosta de poesia deve ter mudado de idéia ao se ver caindo na risada com as ironias de Quintana.”
Olívia Mindêlo - Jornal do Commercio, 21/01/2008 - Recife / PE
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“...brilhante comunicação com a platéia, criando uma atmosfera mágica e envolvente, que cativou a todos de forma inédita e surpreendente. Teatro, música, artes visuais, poesia e tantas outras linguagens compõem este belíssimo espetáculo que, numa comunhão entre Mario Quintana, Deborah e a platéia resulta sempre, no final, num vibrante aplauso à arte, à poesia e à própria vida. ...foi com imenso prazer que pude observar a extasia do público diante da simplicidade e grandeza da proposta. Além disso, o que mais me impressionou foi a intensa vibração das pessoas que, em muitos casos, estavam vindo pela primeira vez ao teatro. O pedido mais ouvido depois do espetáculo era de que tivéssemos outras oportunidades tão gratificantes quanto essa...”
Paulo Mauro da Silva, diretor, professor e assessor da EJA/SMED/POA, dezembro de 2007
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“...a atriz coloca a sua própria experiência de 21 anos de palco para presentear a platéia com uma montagem absurdamente contemporânea sobre a poesia ao mesmo tempo doce, delicada, bem-humorada, irônica, corrosiva e definitiva de um dos maiores poetas que o Brasil já conheceu. ...experimenta-se uma gama enorme de sensações que vão do choque ao deleite, do êxtase à perturbação...Deborah mostra que é possível, sim, realizar um trabalho autoral e extremamente generoso...”
Helcio Kovaleski - Diário dos Campos, 14/11/07 – Ponta Grossa / PR
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO  UINTANA

“A atriz, com surpreendente desenvoltura, interpreta parte da obra de um dos nomes mais representativos da poesia brasileira. Criativas ilustrações projetadas e uma contagiante trilha sonora se fundem à energia de Deborah para recriar com graça o imaginário de Quintana.”
Dirceu Alves Jr. -  Veja São Paulo, 05/09/2007 - São Paulo / SP
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Há algo de novo acontecendo quando uma atriz levanta numa ovação 900 pessoas de um teatro lotado. Deborah Finocchiaro fez isto no XIV Festival Nacional de Teatro Florianopolis (2007). 
Ela envolveu uma multidão de jovens na descoberta de um outro Mario Quintana além da imagem clássica do poeta solitário das coisas simples. Surgiu um Quintana maior e mais profundo, assim como - uma vez mais - surgiu a chama do  talento apaixonado de Deborah Finocchiaro. 
Jefferson Del Rios - Crítico teatral, maio de 2007 -  São Paulo / SP
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“...O espetáculo  foi, provavelmente, o mais ousado desta edição do Festival Isnard Azevedo... A começar pela opção de Deborah em reler um ícone da literatura brasileira... O Quintana presente na montagem da Companhia de Solos e Bem Acompanhados (RS) é o Mario Quintana lido por Deborah Finocchiaro. É esse olhar único, individual, a garantia da atriz sugerir, sem medo de excessos ou lacunas, os diferentes estados de espírito do poeta em seus instantes de criação, muito além da imagem pacata... E assim, dançando, pulando corda ou beijando a máquina de escrever, Deborah faz do espetáculo um poema em movimento...”
Karine Ruy  - Diário Catarinense, 14/04/07 - Florianópolis / SC
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“...O arrojado espetáculo de Deborah Finochiaro já se anunciava diferente no saguão do teatro... um recital de poemas transmutado em encenação respeitabilíssima. O palco/caixa preta foi explorado com vigor, a interpretação dos poemas era inteligente e a atriz demonstrava admirável treinamento físico... Deborah se põe, correta e respeitosamente, a serviço do poeta. A melhor qualidade da apresentação da criadora de “Sobre Anjos e Grilos”, não foi a combinação de talento e treinamento, mas a humildade que demonstrou diante de um artista maior... o espetáculo gaúcho da Companhia de Solos & Bem Acompanhados foi ovacionado no final da apresentação no festival de teatro de Florianópolis... “
Henrique Ungaretti - O Estado, 14 e 15/04/2007 - Florianópolis / SC
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... Sobre Anjos e Grilos foi o espetáculo que me deu maior prazer em estar numa platéia local... Uma das melhores atrizes gaúchas, está esplendorosa nesse trabalho solo onde mostra todo o seu incrível talento.”
Luciano Alabarse - Jornal Usina do Porto, janeiro de 2007 - Porto Alegre
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Deborah Finocchiaro é uma das mais completas e talentosas atrizes que conheço. Transita do humor mais rasgado para a sinceridade mais comovente em questão de segundos, emprestando uma humanidade elogiável e dignas daquelas mulheres abençoadas pelos deuses do teatro com uma imensa e inesgotável capacidade de surpreender o público. Já há muitos anos venho acompanhando atentamente seu trabalho. Sua experiência cada vez mais é posta a serviço do Teatro, assim com letra maiúscula. E agora, nesse último trabalho, debruçada sobre poesias de Mario Quintana, atinge uma maturidade digna de todos os elogios. Para mim, é um grande e maravilhoso momento do teatro gaúcho nesse ano da graça de 2006. ... consegue transformar o material escolhido em dramaturgia cênica de primeiríssima qualidade. O espetáculo é emocionante. Mas sem uma grande atriz isso não seria alcançado, porque depende basicamente da capacidade de improvisação, comunicação com a platéia e invenção diária do material trabalhado. É uma das mais inquietas e transformadoras interpretações do ano, revelando com doçura e crítica o universo do grande poeta. Deborah é uma Grande Atriz, e é assim que me orgulho de acompanhá-la: como amigo e fã devoto, sempre pronto a aplaudi-la e admirá-la.”
Luciano Alabarse, diretor de teatro e coordenador do Festival Internacional de teatro Porto Alegre em Cena, dezembro de 2006
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Deborah Finocchiaro encena a poesia de Mario Quintana com excelência!
... mesmo dançando, pulando cordas e se multiplicando em cena Deborah se mantém inteira durante uma hora de duração. Em cena o poema ganha forma. Atriz e projeção multimídia — assinadas pela artista plástica Zoravia Bettiol — são na verdade um único corpo. O texto é construído de uma forma tão natural que às vezes é possível esquecer que se está ouvindo um poema. Aqueles que dizem não gostar de poesia deveriam assistir.“
Marcela Benvegnu - Jornal de Piracicaba, 24/11/06 - Piracicaba/SP
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“...a platéia fica em profundo transe, seduzida pela fascinante movimentação da atriz. Ela, muito mais que dar textos diferentes, corporifica um sem-número de personagens, todos com suas devidas expressões e peculiaridades, e tão efêmeros quanto a poesia. O palco chega a ficar pequeno para tanta energia, beleza e movimento poéticos... cria uma atmosfera mágica com poucos equivalentes. A justa medida entre todos estes elementos bem-resolvidos é o que torna esta peça inexplicável em apenas verbo... Imperdível.”
Júlia Timm - Cyberfam (FAMECOS – PUCRS), 12/09/06 - Porto Alegre/RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

Não há como não se emocionar em Sobre Anjos e Grilos, espetáculo em que  a atriz gaúcha Deborah Finocchiaro interpreta  poemas e textos de Mario Quintana... a atriz trabalha sozinha em uma performance encantadora, de verdadeira entrega ao universo do poeta... Deborah dá vida à “criança solta” (que se expande e exige o seu lugar de brincar no universo), saltitando pelos  versos do poeta  – e atingindo, certeira, o coração do público. Quem se entregou a este verdadeiro “presente” da Cia de Solos e Bem Acompanhados, derramou muita lágrima durante todo o espetáculo...”
Adriana Lampert - Jornal Já, 12/09/06 - Porto Alegre/RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Deborah Finocchiaro es directa; y eso identifica la poesía de Mario Quintana... No hay, o no parece que haya, artificios. La actriz, se presenta, recorre el escenario, lo adopta, lo hace hablar. Aparece en su persona el poeta: ella dice, recita, enseña, baila, vence, convence; avasalla con la convicción que imparte su voz y con la autoridad con que habla su cuerpo. Las claras y delicadas reflexiones y observaciones del poeta solitario de Porto Alegre tienen en ella a una intérprete con un alma afín... Ahora el arte y la personalidad de Deborah Finocchiaro, nos devolvieron esa íntima relación de las dos artes del verbo hablado...”

Jorge Arias – Revista Cultura - p36, 23/08/06 – Montevidéu/Uruguai

Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... por apreciar o profissionalismo de Deborah Finocchiaro, uma grande atriz e sua equipe de produção, que não deixam nada a desejar... Tudo lindo, tudo puro, tudo belo! Segue Deborah, com sua voz nos versos de Quintana, para todos os cantos deste país, mostrando a força dessa gente que tão bem foi retratada pelo nosso poeta.”
Rosane Scherer - Jornal Fala Brasil!, agosto de 2006 - Porto Alegre/RS
 Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

...Há muitos anos acompanho a atriz Deborah Finocchiaro e cada vez mais admiro sua coragem de não se contentar com os louros colhidos. Sabidamente, Deborah é reconhecida como umas de nossas maiores intérpretes, mas ela não se limita ao que já fez com qualidade. Coloca-se sempre novos desafios, predominantemente em espetáculos-solo, quando trabalha enquanto atriz; mas não foge da própria direção de cena, como ainda recentemente aconteceu com Tchekov, com extraordinário resultado.
.....obrigado, Deborah, por permitir que teu Mario também seja nosso. E obrigado por evidenciar que a poesia é, verdadeiramente, uma experiência universal, como bem comprovas com teu belo e sentido espetáculo.”
Antonio Hohlfeldt - Jornal do Comércio, 21/07/06 - Porto Alegre/RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“... Dizer que existe apenas Deborah Finocchiaro em cena é simplificar: uma das atrizes mais versáteis de sua geração, ela canta, vai da femme fatale à menininha ingênua com um olhar, e faz funcionar muito bem a interação com a tela no fundo do palco... Sobre Anjos & Grilos é uma das melhores homenagens que Quintana poderia receber: aposta na emoção, exibe habilidade e arrisca na forma.”
Renato Mendonça - Zero Hora, 07/07/06 - Porto Alegre/RS
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO  UINTANA

“...Sozinha, no despojado cenário, Deborah Finocchiaro, sob a pele de um saltimbanco atemporal, retoma a difícil e um tanto esquecida arte da recitação. Com voz, corpo e máscara muito bem afinados, Deborah diz os poemas como se partituras fossem,  resultando daí  que os textos se mostrem com uma nova e surpreendente dimensão.     
Misto de anjo e de clown a solitária figura em cena percorre, de poema em poema, um largo espectro de emoções. E o público, na obscuridade da platéia, vai degustando uma vaga tristeza ou uma suave ironia, o mais desgarrado lirismo ou o humor mais irreverente: é que o poeta está nos falando de suas coisas através da vitalidade e energia de Deborah...”.
Ivo Bender, dramaturgo e professor, julho de 2006
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Deborah se faz poema. Poema que desce pelas idades até saltar por cima de versos para submergir em névoas de sons, berço de palavras articuladas. Deborah revém como criança...  As frases renascem como canto, como gemido, como súplica a uma força divina que anda pelo caminho das estrelas e se abisma no coração que pulsa, que ama, que geme... A máquina vive na elaboração do poema, na articulação das reflexões sobre o fazer poético. O corpo se imobiliza na superfície da terra para fecundar as raízes da primavera. As mãos de Deborah e da platéia ritmam aplausos à vida.”
Donaldo Schuler, escritor, julho de 2006
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“Para falar a poesia de um anjo com asas na bunda havia de ser uma guria travessa e sapeca, uma dicção que nos fizesse escutar cada sílaba e silêncio pronunciados, uma atriz que soubesse dançar, cantar, pular corda, seduzir, brincar entre riso e lágrima...”
Mario Pirata, poeta e brincadeiro, Julho de 2006

Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO QUINTANA

“...assistindo a talentosa Deborah Finocchiaro, deixei-me hipnotizar... emocionei-me com os tantos de Quintana que ainda sobram em mim. O espetáculo fende o corriqueiro e nos dá o encantamento de com o poeta falar.”
Paulo Scott, escritor, Julho de 2006
Sobre SOBRE ANJOS & GRILOS - O UNIVERSO DE MARIO  QUINTANA

“... de um lado, a competência e a versatilidade da atriz - pelo domínio vocal, pela mobilidade corporal, pela variedade de tons que emprega ao longo do espetáculo – de outro lado, a própria concepção, misturando narrativa, dramatização e música, torna o trabalho leve, sempre interessante e variado, prendendo a atenção.. Entusiasma porque evidencia uma intérprete altamente qualificada, sempre capaz de emocionar a todos os que a assistem...”
Antônio Holfeled - Jornal do Comércio, 27/01/2006 - Porto alegre/RS
Sobre NOSSAS HISTÓRIAS - MEMÓRIAS DE PORTO ALEGRE E DO RIO GRANDE DO SUL

“... A direção do espetáculo vem assinada por Deborah Finocchiaro, que também vive a personagem Clara Luz, que conduz a ação dramática... é apropriado tanto para crianças pequenas quanto para adultos. O espetáculo é aberto, extremamente criativo, e chama a atenção o aspecto eminentemente lúdico de todo seu desenvolvimento. ... numa interatividade constante e espontânea... é um dos bom espetáculos do ano, bem como sua principal intérprete e diretora...
Antonio Hohlfeldt - Jornal do Comércio, 22/07/05 - Porto Alegre/RS
Sobre A FADA QUE TINHA IDÉIAS

“... Uma das montagens mais bem sucedidas do ano passado… “
Renato Mendonça - Zero Hora, 2004 - Porto alegre/RS
Sobre O URSO

“...O Urso terminou a cerimônia de entrega do troféu Açorianos de Teatro e Dança e Tibicuera de Teatro Infantil como campeão de 2003. Além de melhor espetáculo, a peça foi a escolhida nas categorias melhor direção para Deborah Finocchiaro e melhor ator para Elison Couto, eclipsando as favoritas…”
Helio Barcellos Jr. - Jornal do Comércio, 2004 - Porto alegre/RS
Sobre O URSO

“Fábulas em desempenho perfeito!
...o espetáculo conta com duas atrizes excepcionais. O desempenho de ambas é perfeito... De fato, um trabalho de pesquisa semelhante não poderia ter encontrado duas intérpretes mais incríveis, criativas e capazes que Arlete Cunha e Deborah Finocchiaro.”
Antonio Hohlfeldt - Jornal do Comércio – 18/01/2000 - Porto Alegre/RS
Sobre HOBÁRCCU

“A atriz Deborah Finocchiaro, um dos grandes nomes da cena nacional... O resultado disso, confirma-se em cena através de um espetáculo/monólogo criativo e instigante, no qual ironia, humor, crítica e reflexão se harmonizam com toques de leveza e espontaneidade.... com inegáveis recursos técnicos e interpretativos, Deborah arranca muitos risos e aplausos, ao mesmo tempo que leva o público a refletir...”
Aurora Miranda Leão - Tribuna do Ceará, 01/11/2000 – Fortaleza/CE
Sobre POIS É, VIZINHA...

“... Uma atriz que sozinha no palco, conquistou o público não só pela intensidade do texto, mas também pela interpretação impecável... engraçada, Deborah Finocchiaro recebeu o prêmio de Melhor Espetáculo no festival Isnard Azevedo.”
Valéria Rivoire - Diário Catarinense, 12/10/1999 – Florianópolis/SC
Sobre POIS É, VIZINHA...

"A peça é um monólogo cheio de vida e de acontecimentos... é extremamente envolvente e divertida, muito bem dirigida e interpretada por Deborah Finocchiaro.”
Agnaldo Ribeiro da Cunha - Diário Popular, 27/05/1998 - São Paulo/SP
Sobre POIS É, VIZINHA...

"Texto de Dario Fo e Franca Rame é prova de fogo pela qual Deborah Finocchiaro passa muito bem... simples, feito com prazer de quem explora um território interpretativo, mas sem o exagero de um exibicionismo pessoal, o espetáculo assinado por Deborah é fiel a poética da dupla de autores: Encantar e divertir por intermédio da intérprete."
Mariângela Alves de Lima - O Estado de São Paulo, 05/06/1998 - São Paulo/SP
Sobre POIS É, VIZINHA...

“Uma estrela em exelente momento... Deborah Finocchiaro é daquelas atrizes que fisgam o espectador na primeira cena. Personalidade forte e presença marcante, esbanja talento a cada nova montagem. ...
Newton Pinto da Silva - Correio do Povo, 18/01/1995 - Porto Alegre/RS
Sobre POIS É, VIZINHA...

"Pois é, Vizinha... é um espetáculo único e magnífico porque Deborah Finocchiaro é única e magnífica, catalisadora da máxima atenção da platéia, inteligente, largada, contida e exuberante, tudo ao mesmo tempo. ... para mim, Deborah Finocchiaro é a melhor atriz de sua geração. Seu trabalho em Pois é, Vizinha... é extraordinário. É preciso ir correndo para vê-la "
Luciano Alabarse - A Crítica, 1994 - Porto Alegre/RS
Sobre POIS É, VIZINHA...

“... Deborah Finocchiaro estabelece já na primeira entrada uma onda de energia no palco. Uma atriz exuberante, pronta...”
Jefferson Del Rios - O Estado de São Paulo, 03/12/1993 - São Paulo/SP
Sobre Temos Todos a Mesma História

Todos os direitos reservados a Deborah Finocchiaro