Paulo Franchetti sobre “O menos vendido”

Li, neste final de semana (não linearmente, porém - mas extensamente) o seu livro O menos vendido. Gostei muito especialmente da inteligência divertida e aguda que o anima e que me lembrou a que palpita nos bons momentos do Leminski, com o qual a sua poesia me parece ter débitos honrados e honrosos.

Paulo Franchetti



 

 

acessos: 249229  | Site desenvolvido pela msmidia.com