Israel Mendes sobre “O menos vendido”

“As embaixadas que o Ricardo faz com as palavras e com os seus sentidos
(os delas e os seus) é o que mais me atrai na poesia dele. Porque a
magia de um bom poema passa pelas diversas sensações que ele causa.
Desde uma construção surpreendente, uma percepção aguçada de forma e
conteúdo, um convite à reflexão, uma materialização inteligente, e até
mesmo alguns óbvios (nem tão óbvios). Como suas "cores ocres", duas
palavras que, quando perfiladas, nos fazem pensar: puxa, menos um que
eu posso fazer. A menos que seja entre aspas.”

Israel Mendes, poeta e redator publicitário

 

 

acessos: 249246  | Site desenvolvido pela msmidia.com