Luis Fernando Verissimo sobre O Videogame do Rei

Onde você está? Num vídeo-jogo sobre o poder. Numa parábola sobre a natureza humana e a tecnologia desvairada. Num conto infantil não recomendado para crianças. Numa sátira filosófica da filosofia ou uma exegese surreal do surrealismo. Ou o contrário. Onde você está? Num texto do Ricardo Silvestrin, até aí tudo bem. Mas daí para diante você vai ter que ir tateando, descobrindo aos poucos onde foi cair. Cuidado: há gargalhadas traiçoeiras. Sacadas inesperadas como alçapões. Surpresas de tirar o fôlego. Tiradas como morcegos esvoaçantes. Onde você está? Não importa. Importa é que quando chegar no fim você vai querer fazer todo o caminho de volta.

Luis Fernando Verissimo, quarta capa do livro

 

 

acessos: 249344  | Site desenvolvido pela msmidia.com