artistasgauchos












Desenvolvido por:
msmidia

Reflexão

Banheiro de Todes
Tomaz Fantin de Souza

Há alguns anos fui no restaurante mais chique da minha vida. Pessoas perfumadas, muitos talheres e jantar em várias etapas: entrada, prato principal e sobremesa.

Comi o pãozinho com manteiga e depois chegou o arroz com frutos do mar. Dei uma colherada no camarão e senti a primeira cólica. Corri para o banheiro. Pela primeira vez na vida, o masculino tava ocupado e o feminino vazio. Eu era o primeiro da fila:

— O cara morreu lá dentro?

— Comeu cobra e esqueceu de tomar água.

Eu tava a três segundos de fazer nas calças e a porta mais fechada que a de um submarino. Entrei no feminino e me aliviei. No que levantei a cabeça, o horror! Papeis higiênicos usados espalhados por tudo, vaso entupido, descarga travada:

— E aí, vai demorar muito? — Uma voz feminina do lado de fora.

— Já tô saindo!

Correu um murmurinho:

— Era só o que faltava!

— Era voz de homem?

A pia era do lado de fora, o masculino estava livre e tinha fila de mulheres. Saí de cabeça baixa sentindo os olhares me fuzilando. Duas mulheres entraram juntas no banheiro:

— Que nojo!

— Olha o que aquele escroto fez no nosso banheiro!

Olhares femininos de ódio foram lançados contra mim até o final do jantar. Ao pedir a sobremesa, achei que até a garçonete me acusava. Na hora da saída, já fila do caixa, ainda ouvi de longe:

— Esse aí é o porco que eu te falei.

— Canalha!

Saí de lá e nunca mais voltei.

Lembrei deste causo no último sábado, quando fui ao café do térreo da Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre. Lá os banheiros são unissex, limpos e as filas quase não existem.

Além disso, o preconceito com este assunto fez algumas pessoas decidirem seu voto baseando-se numa Fake News nas eleições do ano passado.


03/06/2023

Compartilhe

 

Comentários:

Envie seu comentário

Preencha os campos abaixo.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF:
Mensagem:
Verificação: Repita os caracteres "401304" no campo ao lado.
 
  

 

  Tomaz Fantin de Souza

Tomaz Fantin é engenheiro mecânico e professor do Instituto Federal Sul-rio-grandense. Natural de Vacaria na Serra Gaúcha, mora em São Leopoldo, região metropolitana de Porto Alegre. Entre números e letras, em 2020 publicou “Uma Passagem para Bratislava” e, em 2022, o livro de contos “Pássaros me Faziam Chorar”. É cronista dos sites Artistas Gaúchos e Escrita Criativa e já participou de coletâneas de contos e poesias.

tomazfs@yahoo.com.br


Colunas de Tomaz Fantin de Souza:


Os comentários são publicados no portal da forma como foram enviados em respeito
ao usuário, não responsabilizando-se o AG ou o autor pelo teor dos comentários
nem pela sua correção linguística.


Copyright © msmidia.com






Confira nosso canal no


Vídeos em destaque

Carreira de Escritor

Escrevendo para redes sociais


Cursos de Escrita

Cursos de Escrita

Curso Online de
Formação de Escritores

Curso inédito e exclusivo para todo o Brasil, com aulas online semanais AO VIVO

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas de escrita online

Os cursos online da Metamorfose Cursos aliam a flexibilidade de um curso online, que você faz no seu tempo, onde e quando puder, com a presença ativa do professor.

Mais informações