artistasgauchos









Desenvolvido por:
msmidia

Marcelo Spalding
Produtos na loja
Marcelo Spalding
Clique nas imagens para ampliá-las
Clique para ampliar Clique para ampliar Clique para ampliar

 seja um seguidor desse artista

Marcelo Spalding é professor, escritor, palestrante e jornalista. Formado em Jornalismo e Letras, é mestre e doutor em Literatura pela UFRGS, professor da Uniritter (Língua Portuguesa e Oficina de Criação Literária), editor do portal Artistas Gaúchos, idealizador do Movimento Literatura Digital, autor dos livros `As cinco pontas de uma estrela`, `Vencer em Ilhas Tortas`, `Crianças do Asfalto`, `A Cor do Outro` e `Minicontos e Muito Menos` e colunista do Digestivo Cultural. Recebeu dois Prêmios AGES Livro do Ano (2008 e 2009) e um Prêmio Açorianos de Literatura (2008). Como acadêmico, é especialista em miniconto e em Literatura Digital.


Cidade Porto Alegre
E-mail marcelo@marcelospalding.com
Site www.marcelospalding.com


Produtos na Loja AG (5)

Destaques

 

A presença de Marcelo Spalding no portal é um oferecimento de:



 Cadastre-se como seguidor desse artista

Prestigie seu artista favorito.

Nome :
E-mail :
Cidade/UF: /
 
  


Seguidores desse artista (1692)

Mural

Muito bom o artigo, professor Marcelo, e bastante esclarecedor.
Talvez eu possa estar enganado, mas creio que o principal motivo do afastamento de leitores iniciantes da minha época, eram essa fórmula de escrita de Aluizio de Azevedo, por exemplo, formal ao extremo. Eu tive que ler um livro de José de Alencar, detestei, li pro obrigação... E vi que hoje, são livros obrigatórios principalmente para quem quer se aventurar no mundo da escrita.
Nos Romances contemporâneos, esse tipo de linguagem é normal: o narrador vai descrevendo a história naturalmente e nos diálogos não é mais ele que está ali, e sim as personagem em diálogos descontraídos e outras vezes num tom mais agressivos o que não dá para seguir na mesma toada. Isso, ao meu ver, serve por dois motivo: primeiro, alertar o leitor e posicioná-lo na leitura do texto, deixando-o atraído pela cena. segundo, o narrador tem a obrigação de trazer ao leitor a correção e coerência de uma boa gramática.
paulo ademir de souza, Guarujá 10/11/2017 - 17:056516
A LER REALMENTE É ALÇAR VOO AO INFINITO,GOSTAR DE LER É PRECISO PRATICA SEM ESSE EXERCICIO NUNCA SE LÊ, APENAS SE DECODIFICA,E NÃO SE PERCEBE O HORIZONTE,TORNA-SE PRESO E ACABA POR SE PERDER NO INFINITO DAS LETRAS.PANEAS ISSO.
LER É PERCEBER PELO OLHAR,AS PALAVRAS E ALÇAR VOO NA IMAGINAÇÃO SEMINTERRUPÇÃO E NEM MEDO DE VER QUÃO GRANDE SÃO AS EMOÇÕES CONTINDAS NAS PALAVRAS,ESSAS PEÇAS FUNDAMENTAIS PARA O CRESCIMENTO DO EIXO SOCIAL, EÃO SOMENTE UM EXTRATO SOCIAL.
JORGE CARVALHO JURUTI PARA BRASIL.
FRANCISCO JORGE DOS SANTOS CARVALHO, JURUTI PARA 31/10/2017 - 20:246501
Modo singular de contar um caso. Vi cada cena, mas terminei com o estômago embrulhado. Parabéns!!!
Raimundo, Belo Horizonte/MG 25/10/2017 - 16:486499
A leitura deste texto me fez ter certeza da qualidade do curso. Obrigada por compartilhar sua visão de cultura.
Maria Theresa Gomes, Cariacica - ES 24/10/2017 - 11:116498
Cara Suely; fiz o comentário sôbre a minha
condição de iniciante assustado com a tarefa
de mostrar algo de criação literária. Fui fazer
uma semana de liguistica de Graciliano patrocinado pelo Liceu Literário Portugues e
estou lendo sobre o estilo de Machado de Assis e de Eça de Queiroz que lá êles recomendam. Estou amadurecendo no trabalho de texto. Assim que melhorar vou entrar em novo curso quando me sentir mais confiante
MANUEL MARTINS PEREIRA, Rio de Janeiroa 23/10/2017 - 16:216496

Listar todos os recados


Este perfil já foi acessado 17745 vezes.

.

Copyright © msmidia.com







Cursos em Porto Alegre

Cursos de Escrita

Cursos para escritores

Confira cursos e oficinas exclusivos feitos especialmente para escritores ou aspirantes a escritores.

Mais informações


Cursos de Escrita

Oficinas literárias

Oficinas de criação literária e escrita criativa em Porto Alegre.

Mais informações

 


Apoio Cultural